Detecção de OGM e Qualidade Microbiológica de Soja (Glycine max (L.) Merrill) e seus Derivados

Murilo Gallani PINTON, Siu Mui TSAI, Daniela Defavari do NASCIMENTO

Resumo


Com os avanços tecnológico e científico no campo da genética foi possível romper barreiras, especialmente, na área agrícola por meio do melhoramento genético permitindo a transferência de características de interesse agronômico entre espécies que originaram os transgênicos. Dentre os alimentos transgênicos, a soja, uma planta rica em proteínas teve um aumento significativo de sua área plantada em nível mundial e vem ganhando cada vez mais destaque no cenário brasileiro devido aos inúmeros benefícios nutricionais à saúde humana de seu consumo e derivados. Assim, o presente trabalho teve como objetivo detectar a presença do promotor 35S em alimentos processados com soja transgênica por meio de técnicas moleculares e avaliar a qualidade sanitária dos alimentos usando análise microbiológica. Os resultados obtidos mostraram que as amostras analisadas apresentaram quantidade significativa de DNA (acima de 5,0nm/μL), embora de baixa qualidade. Para a análise de PCR (Polymerase Chain Reaction), observou-se traços transgênicos somente no controle positivo, enquanto na análise microbiológica não foram observadas alterações nas amostras analisadas. Os resultados apresentados confirmaram a presença do gene transgênico somente na semente de soja geneticamente modificada. Nos alimentos analisados, que apresentavam em sua embalagem o símbolo transgênico, não foram encontrados traços transgênicos. Dessa forma, valida-se a qualidade e a segurança desses alimentos para a saúde humana. As técnicas moleculares e microbiológicas utilizadas foram precisas e adequadas para este tipo de análise.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________FATEC Piracicaba - www.fatecpiracicaba.edu.br